terça-feira, 17 de novembro de 2009

Metalingüística.


E ainda te digo mais

Que mesmo quando tudo parecer meio sem sal

Sem sol ou sem nada

Eu jogo algo que tempere ou descabele

O meu gosto de desejo por ti.


Distancio pra buscar algo novo no dentro
Algo velho, um antigo

Guardado dentro de algum coração.


Também busquei por entre as nuvens coloridas

Por entre as árvores e um colchão

Uma saída permissiva

Deixando rastros

Expandindo o que foi bom

Cristalizando em retrato memória

Quase uma canção.






Lorena A.

Um comentário:

v¹ Rodrigues disse...

muito bom o texto gostei muito mesmo parabéns

scraps.


Trimera Casa de Letras.

Blogueiros do Piauí.