terça-feira, 27 de maio de 2008

A quem quer que seja.




No sagrado e no profano,
Me reina uma condição.
Por estar dentro um do outro,
Não tenho mais nem coração.
O que um dia a vida cala,
O sentimento lateja,
Ensinando durante os tempos
A quem quer que seja.



A quem quer que seja.




Lorena A.

2 comentários:

Marcelle disse...

A quem quer que seja...real...pronfundo,porém verdadeiro...uma troca enetran...um sacrifício constante! massa! beijos!

Marcelle disse...

A quem quer que seja...real...profundo,porém verdadeiro...uma troca eterna...um sacrifício constante...é a vida! beijos

scraps.


Trimera Casa de Letras.

Blogueiros do Piauí.