sexta-feira, 21 de setembro de 2007

continuo


ensaiei em tua música,

tuas batidas, teu ritmo.

dancei, cantei, encenei.

em frente ao meu espelho te esperei.

nada foi fácil

descobrir a tua língua

colorir o cenário

falso,

inexistente.

minha mente é minha rendição.

é onde encontro o meu coração.

meu pecado e meu perdão.

tudo sempre tão belo,

tudo sempre tão colorido.

tudo em teclas,

quase tudo em palavras.

mas meu querer sempre vai mais além

assim como o seu

penetrar n´alma do mundo

e descobrir o infinito imortal de cada um.

de cada um de você.

queria todos

mas nem tudo

eu posso ter

nem tudo eu posso ser

pra ter você.

meu amor.

meu mundo é azul e colorido

é preto e branco e infinito

é onde reluz a doce beleza do meu pesar.

é onde guardo e amarro

é onde exponho e me travo.

mas não temo o medo

não temo o não te ter.

tudo é mais belo e mais leve.



continuo a te querer

como se o nada tivesse acontecido

e o tudo estivesse no prestes acontecer.





Lorena A.



Creative Commons License


Esta obra está licenciada sob uma
Licença Creative Commons.

Um comentário:

aris disse...

vai ser intensa assim lá na linha do equador!!!!
:)
=***

saudade de tu, chuchu!

scraps.


Trimera Casa de Letras.

Blogueiros do Piauí.