terça-feira, 4 de setembro de 2007

onde o sabor está.

não!
não me ponha assim tão sua,
não me ponha assim tão absurda.

caí no abismo do desejo
um completo e rico desapego.

encontrei o que em mim faltava
com nome, sobrenome
e que por fim sempre me maltrata.

o ardor é único
foi eu que procurei.
foi em você
onde me achei.

não me perdoe por te amar.
o pecado é mortal.
mas,
sinto muito,
não vou me calar.

[e irei aonde o sabor está]


Lorena A.



Creative Commons License


Esta obra está licenciada sob uma
Licença Creative Commons.

Um comentário:

Herr Swartz disse...

Esse teu blog é o mais lindo de todos...........
snif..snif... quero um assim!!!
bjokas

scraps.


Trimera Casa de Letras.

Blogueiros do Piauí.